Jornal de Notícias

JN. Rede de Informação.
  1. A despesa com recursos humanos na Saúde em Portugal está abaixo da média dos países desenvolvidos, segundo um relatório, que aponta assimetrias no crescimento do número de profissionais e de horas contratualizadas no Serviço Nacional de Saúde.
  2. O ano passado foi "o pior de todos os anos" na evolução das unidades de saúde familiar (USF), conclui o Observatório Português dos Sistemas de Saúde, estimando que faltem mais de 300 unidades no país para as necessidades atuais.
  3. Os Estados Unidos suspenderam as manobras militares que tinha agendadas para agosto na península coreana.
  4. Contratações feitas de 2015 a 2017 serviram apenas para tapar buracos criados pela reposição das 35 horas. Acréscimo nas horas trabalhadas é de 0,1%, revela Relatório de Primavera 2018.
  5. A tradição de lançar balões foi proibida, no ano passado, e levou a grande fiscalização por parte da PSP. Governo ainda não decidiu se este ano, tal como em 2017, alterará as datas em que é proibido lançar balões. Sá Carneiro encerra de noite.
  6. O Ministério Público acusou, esta segunda-feira, um homem de matar outro, em julho de 2017, em Ermesinde, no distrito do Porto, por causa de uma dívida.
  7. Já há para cima de uma dezena de queixas, mas as vítimas deverão ser muitas mais.
  8. Um agente da PSP do Porto foi acusado pelo Ministério Público de, em 2016 e 2017, ter aceitado dinheiro de automobilistas em vários locais, a troco de não lhes levantar contraordenações.
  9. Um motorista de 31 anos está desaparecido, desta a madrugada de segunda-feira, da área de serviço de Fenioux, na A10, a cerca de 130 quilómetros a norte de Bordéus, França.